Publicado em 17/05/2017 às 18h40.

Bahia é o segundo estado do país que mais mata pessoas LGBT

Em 2017, até de abril, 117 pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transexuais (LGBT) foram assassinadas no Brasil

Redação
Foto: Pixarbay
Foto: Pixarbay

 

A Bahia é o segundo estado do país que mais mata pessoas LGBT por motivações homofóbicas, segundo relatório de 2016 divulgado pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), nesta quarta-feira (17).

Os estados que notificaram o maior número de LGBT assassinados em termos absolutos foram São Paulo com 49 homicídios, Bahia, com 32, e Rio de Janeiro, 30. Apenas Roraima não registrou nenhum homicídio, sendo que em 2014 liderou a lista.

Em 2017, até o início de maio, 117 pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transexuais (LGBT) foram assassinadas no Brasil por discriminação à orientação sexual.