Publicado em 13/07/2016 às 15h21.

Bope chega a Barreiras para desarmar bomba amarrada em bancário

Grupo criminoso já libertou a mãe do funcionário do Santander na cidade vizinha de São Desiderio

Redação
Foto: GovBA
Foto: Camila Souza/ GovBA

 

Uma equipe do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) já está em Barreiras, no oeste baiano, e realiza na tarde desta quarta-feira (13) o procedimento para desativar a bomba que foi amarrada a um funcionário do Banco Santander pela manhã.

Segundo a Polícia Militar, os agentes saíram de Salvador em um helicóptero do Grupamento Aéreo (Graer). Ainda de acordo com a PM, a mãe do bancário Wallace Bruno, feita refém durante a ação dos criminosos, já foi libertada sem ferimentos na cidade vizinha de São Desidério.Policiais da região continuam à procura dos responsáveis pela ação, mas até as 15h15 ninguém havia sido preso.

Foto: Nino Moreira/ TV Oeste
Foto: Nino Moreira/ TV Oeste

 

Ataque – Na manhã desta quarta-feira (13) o tesoureiro Wallace Bruno teve a mãe sequestrada por um grupo criminoso que também amarrou um artefato explosivo ao seu corpo. De acordo com a PM, os suspeitos teriam exigido que o funcionário do Santander realizasse o saque de uma quantia não divulgada sob a ameaça de explodir a bomba. Colegas de trabalho perceberam o comportamento suspeito de Wallace ao chegar na agência e chamaram a polícia.