Publicado em 19/06/2018 às 06h58.

Em protesto, servidores da Embasa suspendem atividades por 24h

Em campanha salarial, a categoria programa uma greve por tempo indeterminado a partir do dia 26 de junho, caso as negociações com a empresa pública não avancem

Redação
Foto: Divulgação/ Sindae
Foto: Divulgação/ Sindae

 

Os trabalhadores da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) paralisam as atividades nesta terça-feira (19) por um prazo de 24h, mas garantem que os serviços essenciais serão mantidos.

Segundo a categoria, que está em campanha salarial, uma greve pode ser decretada por tempo indeterminado, a partir do dia 26 de junho, caso as negociações do acordo coletivo com a empresa pública não avancem.

Além do pedido de reajuste nos salários e benefícios, os funcionários alegam que a Embasa propõem alterações na assistência médica que prejudicam os trabalhadores.