Publicado em 05/01/2019 às 18h20.

Médicos anestesistas devem suspender atendimento pelo Planserv

Em resposta, plano informou que adotará medidas para assegurar o atendimento aos beneficiários e agendou reunião no Ministério Público

Redação
Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

 

A Cooperativa dos Médicos Anestesiologistas da Bahia (Coopanest-BA) anunciou que, a partir desta segunda-feira (7), os beneficiários do Planserv devem ter o atendimento anestésico suspenso. A decisão ocorre mediante pendências contratuais.

Em resposta, o Planserv informou que no mesmo dia da possível paralisação está agendada uma reunião no Ministério Público da Bahia para tratar da suspensão da prestação de serviço pela cooperativa. O plano comunicou ainda que sempre adotará medidas para assegurar o atendimento aos beneficiários.

O Planserv também alegou que a Cooperativa dos Anestesiologistas do Estado da Bahia (Coopanest) pediu um reajuste ao plano de 40%, que representa R$ 12 milhões anuais aos cofres públicos. O plano tem até o final deste mês para aponta uma posição em relação à pauta da cooperativa.

Conforme a direção da cooperativa, pacientes com procedimento cirúrgico agendado e com consulta pré-anestésico realizada terão os atendimentos mantidos com a cobrança posterior dos honorários médicos.

 

PUBLICIDADE