Publicado em 10/04/2019 às 07h18.

MP-BA apura falta de atendimento a 1,2 mil pacientes com HIV/Aids

Órgão apura a falta de adequação para atendimento médico e emergencial de pacientes e portadores doença

Redação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 
O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) investiga a falta de atendimento médico a 1,2 mil pacientes portadores de HIV e Aids no estado.

De acordo com o jornal Correio*, o órgão apura a falta de adequação para atendimento médico e emergencial de pacientes e portadores da doença no Instituto Couto Maia, no bairro de Cajazeiras, e o Centro Estadual Especializado em Diagnóstico, Assistência e Pesquisa (Cedap), no Garcia.

Segundo o Grupo de Apoio à Prevenção à Aids da Bahia (Gapa), autor da denúncia no MP-BA em conjunto com a Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV e Aids (RNP), 1,2 mil pessoas ficaram desassistidas após uma ala no Hospital Roberto Santos ser fechada em fevereiro deste ano.

Ainda conforme o jornal, o MP-BA encaminhou um ofício à Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) na última quinta-feira (3).

 

PUBLICIDADE