Publicado em 04/12/2017 às 12h20.

MPT baiano cobra indenização de R$ 29 milhões da JBS

Segundo o órgão, investigações comprovaram desrespeito às normas de saúde e segurança no trabalho em unidade da empresa Seara, em São Gonçalo dos Campos

Redação
Foto: Flávio Portela/ MPT
Foto: Flávio Portela/ MPT

 

A empresa Seara Alimentos Ltda, do grupo JBS, é alvo de uma ação movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT-BA), que pede uma indenização de R$ 29 milhões por desrespeito às normas de saúde e segurança no trabalho.

Segundo o órgão, investigações comprovaram que uma unidade da empresa, em São Gonçalo dos Campos, na Região Metropolitana de Feira de Santana, descumpre tais normas.

Mais de cinquenta acidentes de trabalho, incluindo mutilação, fraturas, traumas, queimaduras, perda de visão, esmagamento, contusão e duas mortes teriam sido resultado das irregularidades, segundo o G1.

O MPT solicitou uma liminar que obrigue a Seara a cumprir toda a legislação referente à segurança do trabalho, sob pena de multa. O documento foi apresentado à Justiça do Trabalho na última quinta-feira (30). Ao todo, são 25 pedidos de medidas emergências, com multas entre R$ 10 mil e R$ 100 mil por item.

As investigações tiveram início em 2008, na então Avipal Nordeste S/A, empresa mais tarde integrada à BRF Brasil Foods S/A. A BRF foi incorporada pela Seara Alimentos S/A, adquirida pelo grupo JBS.

PUBLICIDADE