Publicado em 09/04/2018 às 20h40.

Ocupação hoteleira no verão baiano chegou a 95% no litoral

A capital baiana, que integra a zona turística Salvador e Baía de Todos os Santos, registrou 74,94% de ocupação

Luiza Lopes
Foto: Rita Barreto.
Foto: Rita Barreto.

As regiões de praias da Bahia, estado que tem o maior litoral do Brasil, receberam um número recorde de turistas no verão 2017/18. Morro de São Paulo, que integra a Costa dos Coqueiros, no arquipélago de Tinharé, registrou uma média de 95% de ocupação hoteleira nos três principais meses da alta temporada, segundo dados da Secretaria de Turismo de Cairu.

Itacaré, na Costa do Cacau, assim como Porto Seguro, na Costa do Descobrimento, chegaram a 90% de ocupação, informaram as secretarias de Turismo dos dois municípios. Segundo dados da Câmara de Turismo da Costa do Cacau, a média de ocupação em todas as cidades com estrutura de hospedagem foi de 82,50%.

A Associação Comercial e Turística de Praia do Forte – Turisforte informa que o balneário da Costa dos Coqueiros, que integra o município de Mata de São João, apresentou uma média de 79% de ocupação hoteleira. A Gerência de Vendas do Grand Palladium Imbassaí registrou uma média de 85% de dezembro a março.

A Diretoria Comercial do Vila Galé Marés Guarajuba, que fica em uma das mais famosas praias do município de Camaçari, também na Costa dos Coqueiros, informou que a ocupação ficou em 80, 27%.

A capital baiana, que integra a zona turística Salvador e Baía de Todos-os Santos, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), fez pesquisa em 22 hotéis, registrou 74,94% de ocupação.

Segundo o superintendente da Bahiatursa, Diogo Medrado, as belezas naturais foram o principal motivo de atração de turistas à Bahia. “Além da imensidão, destacamos a diversidade do litoral baiano, com praias paradisíacas ideais para o simples banho de mar, o mergulho, passeios marítimos em lanchas e jet skis e prática de esportes como surfe, stand up paddle, vôlei e frescobol”.