Publicado em 22/05/2018 às 21h00.

Rodoviários do transporte intermunicipal conseguem reajuste salarial de 2,7%

Acordo foi assinado no final da tarde desta terça-feira (22) entre representantes dos trabalhadores e empresas, na Superintendência Regional do Trabalho na Bahia

Redação
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

 

Após três rodadas de negociação na Superintendência Regional do Trabalho na Bahia (SRT-BA), representantes dos trabalhadores e empresas de transporte intermunicipal e fretamento assinaram acordo que põe fim à ameaça de greve da categoria.

Tendo como base o processo de negociação conduzido durante os últimos dias pela SRT e pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), as partes se encontraram para mais uma rodada de negociação fora das dependências da Superintendência e chegaram a um entendimento, diferente dos rodoviários e empresários do transporte público da capital baiana que seguem sem chegar a um consenso, o que culminou na greve de ônibus marcada para essa quarta-feira (23).

O acordo dos intermunicipais contempla reajuste salarial e no ticket alimentação de 2,7% retroativo a 1º de maio; pagamento, por parte das empresas, da renovação da carteira nacional de habilitação de todos os motoristas associados com o desconto de tais valores nos vencimentos dos empregados em dez parcelas mensais fixas a partir do mês seguinte à realização da despesa; e a manutenção das conquistas anteriores.

Além da SRT, assinaram o acordo MPT, o Sindicato de Trabalhadores em Transporte Intermunicipal do Estado da Bahia (Sindinter), Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Locadoras, Fretamento e Turismo do Estado da Bahia (Sindfretur) e Sindicato de Trabalhadores em Transporte Rodoviários de Passageiros Urbanos, Intermunicipais, Interestadual de Feira de Santana (Sintrafs), Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Passageiros do Estado da Bahia (Sintran) e Sindicato das Empresas de Transportes de Fretamento e Turismo do Estado da Bahia (Sinfret).