Publicado em 07/08/2017 às 21h20.

Juiz que passeou com Porsche de Eike é condenado por peculato

O juiz Marcelo Bretas fixou o valor mínimo de reparação de danos em R$ 25.390,85 e determinou a perda do cargo de magistrado e de sua aposentadoria

Redação
Foto: Reprodução/Istoé
Foto: Reprodução/Istoé

 

O juiz federal aposentado Flavio Roberto de Souza, que andou com o carro de Eike Batista em 2015, foi condenado nesta segunda-feira (7), pelo juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio – ele atuava no julgamento de crimes financeiros do empresário.

Em fevereiro de 2015, o magistrado foi afastado do caso e admitiu que guardou o veículo na garagem do prédio onde mora, assim como fez com o Range Rover de Thor Batista, filho de Eike.

Marcelo Bretas fixou o valor mínimo de reparação de danos em R$ 25.390,85 e determinou a perda do cargo de juiz federal e de sua aposentadoria.