Publicado em 19/03/2018 às 18h00.

Padre é xingado em missa ao citar Marielle Franco

O religioso da Paróquia da Ressurreição, em Ipanema, na Zona Sul do Rio, foi hostilizado por dois homens, que o chamaram de “padre filho da p*”

Redação
xMario-de-Franca-Miranda.jpg.pagespeed.ic.FyZaTN7Rqc
Foto: Currículo Lattes / Reprodução

 

Após citar a vereadora Marielle Franco, morta na noite da última quarta-feira (14), o padre Mario de França Miranda, de 81 anos, foi xingado por dois homens em plena missa de domingo na Paróquia da Ressurreição, em Ipanema, na Zona Sul do Rio de Janeiro, segundo informações do Globo.

Ao finalizar a homília, o religioso afirmou que o assassinato da vereadora não representa o fim de seu trabalho, “que tudo que a gente faz de bom fica eternizado”.

Em seguida, o pároco foi hostilizado pelos dois homens, que o chamaram de “padre filho da p*”, antes de serem retirados da igreja.

“Fiz a homilia normal, explicando um pouco o texto, e citei Martin Luther King, dom Oscar Romero e pessoas que estão tentando melhorar a sociedade, como Jesus também tentou melhorar e foi assassinado precocemente”, relatou o padre.