Publicado em 16/04/2017 às 10h40.

Polícia Federal indicia 63 pessoas na Operação Carne Fraca

Ação investiga esquema de liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos

Redação
Foto: Pixarbay
Foto: Pixarbay

 

A Polícia Federal indiciou 63 pessoas no âmbito da Operação Carne Fraca. O juiz federal Marcos Josegrei da Silva, da 14ª Vara Federal de Curitiba, já intimou o Ministério Público Federal (MPF) a se manifestar em cinco dias, segundo o G1.

Deflagrada no último dia 17 de março, a operação investiga o envolvimento de fiscais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) em um esquema de liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos

Os indiciados vão responder pelos crimes de advocacia administrativa, concussão, corrupção passiva, crime contra a ordem econômica, emprego de processo proibido ou de substância não permitida, falsidade de atestado médico, falsidade, corrupção, adulteração de substância ou produtos alimentícios, organização criminosa, peculato, prevaricação, uso de documento falso e violação de sigilo funcional.

“Os crimes cometidos por tais organizações atingem diretamente a saúde pública pela omissão daqueles que deveriam fiscalizar e pelos interesses escusos de empresários comercializam produtos alimentícios em desacordo com as normas, colocando em risco à saúde dos consumidores, buscando apenas aumentar seus lucros”, disse o delegado Maurício Moscardi Grillo., que assinou o indiciamento.