Publicado em 15/02/2018 às 17h29.

PT pede exoneração do delegado-chefe da Polícia Federal

Líder do partido na Câmara, deputado Paulo Pimenta diz que houve "conduta indevida" de Fernando Segovia no inquérito contra Michel Temer sobre o chamado 'decreto dos portos'

Redação
Edição bahia.ba
Edição bahia.ba

 

O Partido dos Trabalhadores protocolou nesta quinta-feira (15) um pedido de processo administrativo na Comissão de Ética Pública da Presidência contra o diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, e recomendou que ele seja exonerado do cargo, de acordo com publicação do jornal O Estado de São Paulo.

Assinada pelo líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), o partido afirma que houve “conduta indevida” de Segovia e que as declarações recentes sobre o inquérito contra Michel Temer colocam “sob suspeição a própria lisura e efetividade da investigação”.

“Trata-se de conduta indevida e que demonstra, em tese, total submissão do investigador ao investigado, que vem a público fazer a defesa do presidente da República, quando deveria, com independência funcional e no sigilo dos autos, aprofundar as investigações em curso, de modo a submeter ao Ministério Público Federal e ao Poder Judiciário, uma opinião juridicamente fundamentada, sem juízos de valores distanciados da realidade da investigação”, diz o deputado..