Publicado em 21/09/2018 às 09h10.

Seguro-desemprego: operação da PF investiga desvios de R$ 9 mi

Duas pessoas foram presas e R$ 472 mil, em espécie, apreendidos, além de equipamentos para a falsificação de documentos

Redação
Foto: Divulgação/ PF
Foto: Divulgação/ PF

 

Uma operação da Polícia Federal (PF) cumpriu nesta quinta-feira (20) quatro mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo e Taboão da Serra, relacionados com fraudes no recebimento do seguro-desemprego calculados em R$ 9 milhões. Foram apreendidos R$ 472 mil em espécie, além de equipamentos para a falsificação de documentos.

Chamada de “Mendancium”, a ação prendeu duas pessoas em flagrante com mais de 1.600 documentos falsos ou em branco, como espelhos de carteiras de Identidade e de Trabalho, em um escritório de contabilidade do bairro da Penha, na capital paulista, conforme a Agência Brasil.

As investigações foram iniciadas em 2017 após denúncia de um trabalhador que não conseguiu resgatar seu benefício porque alguém já o havia sacado na cidade de Presidente Prudente (SP).

Durante a apuração, a PF descobriu um prejuízo que ultrapassa R$ 9 milhões a partir da criação de mais de 300 empresas fictícias.

Indiciados pelos crimes de estelionato, organização criminosa e corrupção ativa, os presos foram encaminhados ao sistema prisional estadual e estão à disposição da Justiça Federal.