Publicado em 17/11/2018 às 18h30.

Viaduto interditado em SP cedeu mais três milímetros, diz secretário

À frente da pasta municipal de Infraestrutura e Obras, Vitor Aly afirma que estrutura corre risco de desabar

Redação
Reprodução/TV Globo
Reprodução/TV Globo

 

O viaduto interditado na pista expressa da Marginal do Pinheiros, zona oeste de São Paulo, cedeu mais três milímetros entre a noite de sexta-feira (16) e a manhã de sábado (17), informou ao jornal o Estado de S. Paulo o secretário municipal de Infraestrutura e Obras, Vitor Aly.

Segundo ele, a variação é normal e a situação segue estável, mas ainda há risco de desabar.

“No período da noite, em função da mudança de temperatura, e como era esperado houve uma movimentação na estrutura. Temos agora um centímetro acumulado do lado direito e 1,2 cm do lado esquerdo”, disse Aly. Segundo ele, todas as medidas estão sendo realizadas para escorar o viaduto. “Estamos trabalhando com 75 funcionários no local. O trabalho tem de ser ponderado porque ainda temos algum risco e a estrutura está doente.” A expectativa é, em breve, usar macacos hidráulicos para escorar a estrutura.

O local está interditado por tempo indeterminado. Houve interrupção de funcionamento de um trecho da Linha 9-Esmeralda da CPTM e suspensão do rodízio entre a Avenida dos Bandeirantes, na zona sul, e a Pontes dos Remédios, zona oeste, após o feriado prolongado.