Publicado em 21/02/2017 às 21h10.

Campanha de prevenção a DSTs é reforçada durante o Carnaval

Planejamento da campanha nacional para prevenção à Aids durante a festa foi lançado nesta terça-feira(21)

Redação
Divulgação
Divulgação

 

Contando com a presença do vice-governador João Leão, do secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas, do ministro da Saúde, Ricardo Barros, e do prefeito de Salvador, ACM Neto, foi lançado nesta terça-feira (21) a Campanha Nacional de Prevenção à Aids durante o Carnaval.

A principal arma contra o vírus HIV e também para evitar outras doenças, como a sífilis e as hepatites B e C, é a camisinha. Mais de 4 milhões de preservativos serão distribuídos gratuitamente durante o Carnaval, em postos da Secretaria da Saúde do Estado e outros locais estratégicos. De acordo com o ministro, o Governo do Estado faz parte desta mobilização. “O governo federal apenas fornece o material, e cabe ao Estado e aos municípios a execução da tarefa de fazer com que ele chegue até as pessoas. Quero dizer especialmente para que todos façam a testagem, para que estes brasileiros que possivelmente tenham o vírus HIV e não sabem possam tratar”.

Segundo o secretário Fábio Vilas-Boas, o Estado investiu mais de R$ 50 milhões no Carnaval, para diversas áreas. “Nós reforçamos os principais hospitais e instalamos postos de atendimento em Salvador e Porto Seguro. A mensagem que devemos passar é que precisamos fazer a prevenção não apenas de HIV, mas de sífilis, que tem aumentado. Outro ponto fundamental é que camisinha não previne apenas doenças, mas também a gestação indesejada”, afirmou.

Testes rápidos –  Serão disponibilizados também, a execução de testes rápidos com apenas 30 minutos de espera, para diagnosticar as doenças sexualmente transmissíveis mais perigosas, como aids, sífilis e hepatites virais. Cerca de 80 mil brasileiros começaram a tratar o vírus do HIV no ano passado, um aumento de 13% em relação a 2014. Quanto mais cedo for diagnosticada a doença, melhor a qualidade de vida. Por isso, os testes gratuitos serão oferecidos nos postos espalhados nos circuitos do carnaval.

Unidades de referência para Profilaxia Pós Exposição – Em caso de suspeita de contaminação, é recomendável que o cidadão dirija-se a um dos postos que estarão em regime de plantão durante o Carnaval, para receber os primeiros cuidados profiláticos, já que dependendo do que for exposto, a ação imediata pode diminuir em até 99% as chances de contágio. Estarão prestando o atendimento as seguintes unidades:

UPA Dr. Helio Machado

Rua da Cacimba .s/n – bairro Itapuã 24h

 

UPA Valeria

Rua do Lavrador, s/n Boca da Mata de Valeria 24h

 

12ª Centro de Saúde Alfredo Bareau

Rua Jaime Sapolnick, s/n Marback/24h

 

Hospital Geral Couto Maia

Rua Rio Sao Francisco s/n Monte Serrat 24h

Temas: camisinha , carnaval , dst's