Publicado em 06/03/2017 às 17h30.

Observatório aponta trabalho infantil como ‘vilão’ do carnaval

Circuito Dodô (Barra-Ondina) foi o que apresentou os maiores índices de trabalho de crianças e adolescentes, com 54% do total

Redação

O Observatório de Violação dos Direitos das Crianças e Adolescentes apresentou, nesta segunda-feira (6), os dados recolhidos no carnaval pelo Plantão Integrado, coordenado pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social.

Segundo a pesquisa, o grande “vilão” do Carnaval de Salvador foi o trabalho infantil. Dos mais de 1400 atendimentos apurados, 778 foram referentes ao trabalho infantil, o que representa mais de 55%. Destes atendimentos, 127 eram de crianças trabalhando diretamente, enquanto outras 625 acompanhavam familiares. Destes, mais de 64% estavam acompanhados da mãe.

O circuito Dodô (Barra-Ondina) foi o que apresentou os maiores índices de trabalho de crianças e adolescentes, com 54%. Crianças entre 0 e 12 anos estiveram em maioria nos atendimentos com 54% do total.

A violência física com 108 casos (7,70%), uso de álcool e outras drogas com 57 casos (4,10 %) e violência sexual com 5 ocorrências (0,40%) foram outros dados apontados pelo Observatório.

Mais notícias