Publicado em 06/03/2019 às 14h40.

249 casos positivos de DSTs foram detectados durante a folia

Secretaria Municipal de Saúde registrou 26 casos positivos para HIV e 206 para Sífilis

Redação
Foto: Bruno Concha/Secom
Foto: Bruno Concha/Secom

 

O balanço final do Projeto Fique Sabendo, realizado pela Secretaria Municipal da Saúde durante o carnaval para detecção de doenças sexualmente transmissíveis, revela que dos quase 11 mil exames realizados 17 tiveram resultados positivos para Hepatites, 26 para HIV e 206 para Sífilis.

Em comparação ao ano passado, os casos de Aids detectados nos módulos teve a maior redução entre as DST’s, a taxa caiu em 48%. Já as hepatites também reduziram as ocorrências em 26%. O número para sífilis se manteve estável entre os testes realizados.

Cerca de 3.000 pessoas fizeram os testes nas unidades municipais que funcionaram no Multicentro Carlos Gomes, no Circuito Osmar, e num módulo montado exclusivamente para estratégia na Rua Dias D’Vila, próximo ao Farol da Barra, no Circuito Dodô. As unidades eram compostas por equipes multidisciplinares formadas por enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais e bioquímicos, devidamente treinados para aconselhar os pacientes, principalmente, no momento do resultado. O objetivo do Fique Sabendo é colaborar com a interrupção da cadeia de transmissão das doenças, bem como possibilitar o início precoce do tratamento das pessoas com sorologia positivas.

Os pacientes reagentes para sífilis iniciaram o tratamento no próprio circuito da folia. Já os usuários com sorologia positiva para outras DSTs foram encaminhados para unidades de referência da Prefeitura de Salvador para tratam