Publicado em 25/06/2019 às 10h39.

Em junho, prévia da inflação é de 0,03% na Região Metropolitana de Salvador

Foi o menor aumento dentre as 11 áreas investigadas pelo IBGE

Redação
Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

 

Em junho, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que funciona como uma prévia da inflação oficial, desacelerou pelo segundo mês consecutivo na Região Metropolitana de Salvador (RMS), ficando em 0,03%.

Foi o menor aumento dentre as 11 áreas investigadas pelo IBGE e ficou abaixo do índice nacional (0,06%). Foi também a menor prévia da inflação para um mês de junho desde o início da série regional do IPCA-15, em 2012 e o menor índice registrado neste ano na RM Salvador.

O IPCA-15 de junho foi mais elevado em Brasília (0,30%) e nas regiões metropolitanas de Fortaleza (0,28%) e São Paulo (0,16%). Cinco áreas tiveram deflação, com destaques para as variações negativas nas RM Porto Alegre (-0,21%) e Belém (-0,11%).

Com o resultado de junho, o IPCA-15 da RMS acumula alta de 2,62% no primeiro semestre do ano de 2019, ainda acima da média nacional (2,33%).

Nos 12 meses encerrados em junho, o indicador está em 3,43%, desacelerando em relação ao acumulado até maio (4,51%). É o terceiro menor acumulado em 12 meses dentre as áreas investigadas, acima apenas de Brasília (3,29%) e da RM Curitiba (3,26%) e está também abaixo da média nacional.

PUBLICIDADE