Publicado em 12/06/2018 às 19h40.

Greve dos caminhoneiros gerou prejuízo de R$ 15 bi, diz ministério

As conseqüências do movimento, que durou 11 dias, deverão ser observadas no Produto Interno Bruto (PIB)

Redação
Foto: Tomaz Silva/ Agência Brasil
Foto: Tomaz Silva/ Agência Brasil

 

A paralisação dos caminhoneiros no final de maio causou um prejuízo de R$ 15 bilhões à economia brasileira, informou nesta terça-feira (12) o Ministério da Fazenda.

As conseqüências do movimento, que durou 11 dias, deverão ser observadas no Produto Interno Bruto (PIB), soma de todas as riquezas produzidas no país.

Na semana passada, analistas do mercado ouvidos pelo Banco Central projetaram pela primeira vez um PIB inferior a 2% para este ano. Todas as previsões anteriores eram superiores a este índice.

Durante a greve, houve crise de abastecimento em todo o país. Faltaram combustíveis nos postos de gasolina e alimentos em mercados e feiras.

Por escassez de querosene de aviação, aeroportos deixaram de funcionar. A paralisação também afetou serviços que dependem de locomoção nas estradas, como entrega de correspondências e transporte de cargas vivas.

Mais notícias