Publicado em 07/12/2018 às 13h40.

Produção industrial baiana tem menor aumento do país

Melhores resultados foram registrados no Amazonas e em Santa Catarina, no mês de outubro deste ano

Redação
Foto: Arquivo/ Amanda Oliveira/ GOVBA
Foto: Arquivo/ Amanda Oliveira/ GOVBA

 

De setembro a outubro deste ano, a produção industrial baiana cresceu 1,1%, segundo a Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física (PIM-PF) Regional, divulgada nesta sexta-feira (7) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O desempenho da indústria no estado, nessa comparação, foi o menor aumento do país, junto a Minas Gerais (1,1%), ainda assim ficou acima da média nacional (0,2%). Os estados estão entre os 5 dos 15 locais pesquisados onde ocorreu crescimento.

Os melhores resultados foram registrados no Amazonas (12,4%) e em Santa Catarina (4,4%). No outro extremo ficaram Pernambuco (-10,1%) e Mato Grosso (-2,7%).

Frente a outubro de 2017, a produção industrial baiana também cresceu (7,1%), após registrar uma queda em setembro (-2,6%), nesta comparação, e teve desempenho bem acima da média nacional (-2,2%);

Os principais impactos positivos para a indústria do estado vieram da fabricação de celulose, papel e produtos de papel (39,0%), que registra aumentos consecutivos desde maio deste ano, e fabricação de coque, de produtos derivados do petróleo e de biocombustíveis (18,0%), que registrou o segundo aumento consecutivo de produção em um ano.

Também apresentaram crescimento os setores de metalurgia (7,9%), outros produtos químicos (7,2%) e fabricação de bebidas (4,3%).