Publicado em 07/11/2015 às 13h01.

Setor automobilístico já demitiu cerca de doze mil trabalhadores

Dados mostram que 45 mil trabalhadores, o que representa cerca de 34% da mão de obra, estão fora das linhas de produção

Redação

A  indústria automobilística fechou mais 900 vagas em outubro, segundo dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Os cortes no quadro de pessoal do setor chegam a 11,8 mil neste ano. As empresas mantinham 132,7 mil postos de trabalho no mês passado, o que representa queda de 9,7% em relação ao mesmo período de 2014 e de 0,6% em relação aos dados de setembro.

Além das demissões anunciadas, a Anfavea informou a inclusão de 35,6 mil funcionários no Programa de Proteção ao Emprego, criado pelo Ministério do Trabalho e Emprego para evitar as demissões. Somados aos empregados que estão em férias coletivas ou afastados temporariamente no chamada sistema de layoff, 45 mil trabalhadores estão fora das linhas de produção, o que significa cerca de 34% da mão de obra das empresas associadas à Anfavea.

Os dados da Anfavea mostram que foram vendidas 192,1 mil unidades no mês passado, volume 4% inferior a setembro e 37,4% menor na comparação com outubro do ano passado. O estoque de veículos nos pátios das montadoras é suficiente para 53 dias de vendas, informa a associação.

Este ano as vendas já recuaram 24,3% em comparação ao acumulado de dez meses de 2014, registrando uma queda de 21,1% na produção no mesmo período.