Publicado em 12/07/2018 às 11h40.

Cotado para vice, Malta já chamou Bolsonaro de ‘desequilibrado’

O episódio aconteceu em 6 de maio de 1999, durante a CPI do Narcotráfico na Câmara dos Deputados

Redação
Foto: Edilson Rodrigues/ Agência Senado
Foto: Edilson Rodrigues/ Agência Senado

 

O senador Magno Malta (PR), mais cotado a vice do deputado Jair Bolsonaro (PSL) ao Planalto, já disse que não iria “conviver com o desequilíbrio” de Bolsonaro. O episódio aconteceu em 6 de maio de 1999, durante a CPI do Narcotráfico na Câmara.

Segundo a Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, na época, Malta ameaçou retirá-lo da audiência e ainda deliberou para que os membros da CPI votassem representação de quebra de decoro pelo comportamento do deputado.

O senador disse ainda que estava “envergonhado” pelo colega.

 

Mais notícias