Publicado em 12/10/2018 às 09h03.

Filho de Vladimir Herzog, morto pela ditadura, pede a FHC que se posicione contra Bolsonaro

Em carta enviada ao ex-presidente, Ivo Herzog afirma que a hora “não é de apoiar o menos pior. É de execrar o fascismo, a cultura da violência, de desrespeito às minorias”

Redação
Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

 

Ivo Herzog, filho do jornalista Vladimir Herzog, morto pela ditadura militar em 1975, pediu ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) que se posicione contra o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno das eleições deste ano.

Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, Ivo enviou uma carta ao tucano com um clamor: “seja o líder que me moldou”.

No texto, o herdeiro de Herzog justifica que a hora “não é de apoiar o menos pior. É de execrar o fascismo, a cultura da violência, de desrespeito às minorias”.