Publicado em 17/09/2018 às 18h00.

Mourão: família só com mãe e avó é ‘fábrica de desajustados’ para tráfico

Para o general, há uma dissolução da família nuclear por defensores de "agendas particulares que tentam impôr ao conjunto da sociedade"

Redação
Foto: IADC / Domínio Público/Wikimedia Commons
Foto: IADC / Domínio Público/Wikimedia Commons

 

Vice na chapa de Jair Bolsonaro (PSL), o general Hamilton Mourão (PRTB) disse nesta segunda-feira que famílias pobres “sem pai e avô, mas com mãe e avó” são “fábricas de desajustados” que fornecem mão de obra ao narcotráfico.

“A partir do momento em que a família é dissociada, surgem os problemas sociais. Atacam eminentemente nas áreas carentes, onde não há pai e avô, mas sim mãe e avó. Por isso, é uma fábrica de elementos desajustados que tendem a ingressar nessas narco-quadrilhas”, declarou Mourão, em discurso na seção paulista do Secovi, o sindicato do mercado imobiliário, de acordo com a Folha.

Para o candidato a vice-presidente, há uma dissolução da família nuclear por defensores de “agendas particulares que tentam impôr ao conjunto da sociedade”.

O militar não se aprofundou no argumento, semelhante àquele usado por contrários à união homossexual.

Mais notícias