Publicado em 10/07/2018 às 12h20.

Padilha é convocado para contar votos de Meirelles em convenção

De acordo com a Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, o ministro é profundo conhecedor do partido, que tem histórico de divisão entre seus dirigentes

Redação
Foto: Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil
Foto: Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

 

Braço direito do presidente Michel Temer (MDB), o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, foi convocado para fazer a contagem dos votos que o presidenciável Henrique Meirelles tem para a convenção do MDB.

De acordo com a Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, Padilha é profundo conhecedor do partido, que tem histórico de divisão entre seus dirigentes.

Para se ter uma ideia da divisão, em 2006, Anthony Garotinho teve a candidatura barrada por 25 votos. Antes, em 1998, Itamar Franco também não conseguiu. Temer passou raspando, em 2014.

Mais notícias