Publicado em 11/10/2018 às 19h00.

PGR denuncia ministro do TCU Aroldo Cedraz e seu filho

Na peça, quatro pessoas foram denunciadas pelo crime de tráfico de influência

Redação
Foto: Jane de Araújo/ Agência Senado
Foto: Jane de Araújo/ Agência Senado

 

O ministro do Tribunal de Contas União (TCU), Aroldo Cedraz, seu filho, o advogado Tiago Cedraz, e mais duas pessoas foram alvo de denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR), por tráfico de influência, segundo o Estadão.

Na peça, a chefe da PGR, Raquel Dodge, pede ainda o ressarcimento de pelo menos R$ 4,4 milhões aos cofres públicos e a perda da função pública para os denunciados.

Dodge escreve que os “quatro são acusados de negociar e receber dinheiro da empresa UTC Engenharia com o propósito de influenciar o julgamento de processos referentes à Angra 3 que estavam em andamento no TCU”.

De acordo com a PGR, a denúncia é resultado de inquérito instaurado em 2015 após declarações do empresário Ricardo Pessoa, que firmou acordo de colaboração premiada com o Ministério Público Federal (MPF).

A denúncia foi encaminhada ao relator do caso no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Edson Fachin.

Mais notícias