Publicado em 10/08/2018 às 07h47.

‘Sou candidato do emprego, da renda e do crescimento’, diz Meirelles

“Não trabalhei apenas para o governo cujo presidente é o presidente Michel Temer ou o governo cujo presidente era o Lula. Trabalhei pelo Brasil", afirmou

Redação
Imagem: Divulgação/ Rede Bandeirantes
Imagem: Divulgação/ Rede Bandeirantes

 

Apontado por Guilherme Boulos (PSOL) como candidato de Michel Temer (MDB) à Presidência da República, Henrique Meirelles, afirmou nesta quinta-feira (9), durante o primeiro debate entre presidenciáveis, na Band, que é o “candidato do emprego, da renda e do crescimento econômico”.

O candidato do PSOL ainda brincou dizendo que no debate haviam “50 tons de Temer”, referindo-se a Meirelles e ao candidato do PSDB, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin.

“No momento em que fui convidado a assumir o Banco Central, pelo Lula, o Brasil enfrentava uma crise enorme, com os juros na estratosfera. Durante meu período no Banco Central, os juros caíram sistematicamente. Caíram mais agora. Os juros dos bancos são muitos altos. Apresentei ao Congresso propostas visando diminuir o spread bancário e os juros do Banco Central, os mais baixos da história”, disse.

“Não trabalhei apenas para o governo cujo presidente é o presidente Michel Temer ou o governo cujo presidente era o Lula. Trabalhei pelo Brasil porque fui eleito fazendo campanha contra o Lula e ele me convidou a assumir o Banco Central porque eu tinha condições de fazer o Brasil crescer. Comigo como presidente da República vocês vão ter alguém que conhece a estrutura, a economia, tem competência, trabalhou e conhece o sistema para baixar os juros e fazer o Brasil crescer”, completou.

Mais notícias