Publicado em 13/09/2018 às 13h40.

Vox Populi/CUT: Haddad passa Bolsonaro e chega a 22%

No entanto, considerando a margem de erro de 2,2 pontos percentuais, para cima ou para baixo, os dois ficam em empate técnico

Redação
Fotos: Ricardo Stuckert/Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados/edição bahia.ba
Fotos: Ricardo Stuckert/Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados/edição bahia.ba

 

Pesquisa do instituto Vox Populi encomendada pela CUT (Central Única dos Trabalhadores), divulgada nesta quinta-feira (13), aponta que Fernando Haddad (PT), quando apresentado aos eleitores como candidato do ex-presidente Lula, alcança a liderança e atinge 22% das intenções de voto, ultrapassando Jair Bolsonaro (PSL), que aparece em segundo, com 18%.

No entanto, considerando a margem de erro de 2,2%, para cima ou para baixo, os dois ficam em empate técnico.

Em terceiro aparece Ciro Gomes, do PDT, com 10%, enquanto Marina Silva, da Rede, e Geraldo Alckmin, do PSDB, aparecem com 5% e 4%, respectivamente. Brancos e nulos somam 21%.

O Vox Populi ouviu 2 mil eleitores em 121 municípios entre 7 e 11 de setembro, após o atentado contra Bolsonaro no dia 6. O índice de confiança da pesquisa é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o código BR-01669/2018.

Ao contrário das demais pesquisas divulgadas nesta semana, o instituto deixou explícito ao entrevistado que Fernando Haddad é o candidato apoiado por Lula.

Ciro Gomes é o presidenciável menos rejeitado (34%) entre os cinco candidatos mais bem posicionados, seguido por Haddad (38%). No outro extremo aparece Bolsonaro, com 57%, sendo o candidato com a maior rejeição, assim como em todas as pesquisas publicadas até então.

Em simulações de segundo turno, Bolsonaro venceria Alckmin (25% a 18%), empataria tecnicamente com Marina (24% a 26%) e perderia para Ciro (22% a 32%) e Haddad (24% a 36%).