Publicado em 22/09/2018 às 15h35.

Braskem faz homenagem ao Dia Nacional do Atleta Paralímpico

Marca conta a história por trás dos recordes de atletas paralímpicos e quebra paradigmas da mídia brasileira

Redação
Reprodução: Youtube
Reprodução: Youtube

 

Seguindo o posicionamento “Paixão Por Transformar”, a Braskem, patrocinadora do paratletismo brasileiro, lança campanha em homenagem ao Dia Nacional do Atleta Paralímpico, comemorado neste sábado (22). A empresa reverencia as conquistas desses atletas que, inspirados por sua paixão pelo esporte, têm feito história em competições ao redor do mundo.

Na campanha “Paixões Contadas em Recordes”, as histórias de vida dos paratletas Petrúcio Ferreira, Terezinha Guilhermina e Vinícius Rodrigues são contadas dentro dos poucos segundos que marcaram seus melhores tempos na pista. Os filmes de 21s17, 12s01 e 12s14, também quebram barreiras ao desafiar os formatos padrão da mídia brasileira.

“Os filmes foram criados no exato tempo dos recordes de cada um para reforçar as mensagens de luta, esforço e paixão que queríamos passar. Por isso, negociamos com as TVs, que entenderam a importância de alterarmos o padrão de venda de propaganda dos habituais 15, 30 ou 60 segundos”, explica
Ana Laura Sivieri, gerente de Marketing Institucional da Braskem.

A Braskem patrocina o Paratletismo brasileiro desde de 2015 e acredita que o apoio ao esporte paralímpico reforça a sua crença de que a química e o
plástico melhoram a vida das pessoas. No paratletismo brasileiro, o plástico tem uma aplicação efetiva, já que está presente na composição das próteses, tornando-as mais leves, confortáveis às pernas dos atletas e aumentando sua performance. O patrocínio apoia mais de 40 esportistas diferentes, nas provas de pista e de campo.

Sobre a Braskem
Com uma visão de futuro global, orientada para o ser humano, os 8 mil Integrantes da Braskem se empenham todos os dias para melhorar a vida das pessoas, criando as soluções sustentáveis da química e do plástico. É a maior produtora de resinas das Américas, com produção anual de 20 milhões de toneladas, incluindo produtos químicos e petroquímicos básicos, e receita líquida de R$ 50 bilhões em 2017. Exporta para Clientes em aproximadamente 100 países e opera 41 unidades industriais, localizadas no Brasil, EUA, Alemanha e México, esta última em parceria com a mexicana Idesa.