Publicado em 14/03/2019 às 09h08.

Caetano Veloso adere à campanha contra flexibilização da posse de armas

Músico lamentou atentado em Suzano e repostou vídeo de Jair Bolsonaro (PSL), em que ensina criança a fazer gesto de arma com as mãos; veja aqui

Luiz Felipe Fernandez
Foto: Arquivo Pessoal/Instagram
Foto: Arquivo Pessoal/Instagram

 

O atentado em uma escola em Suzano, São Paulo, que deixou 10 mortos, mobilizou as redes sociais em diversas campanhas e reacendeu o debate sobre a flexibilização da posse de armas de fogo.

O músico Caetano Veloso aderiu à uma das ações contra a medida. Nesta quarta-feira (13), ele repostou texto da página 324artes, com um vídeo famoso do presidente Jair Bolsonaro (PSL), em que ele aparece ensinando uma criança a fazer o gesto de uma arma com as mãos.

“A flexibilização da posse de armas de fogo – promovida pelo governo Jair Bolsonaro – vai na contramão de medidas necessárias para evitar essas tragédias que marcam nossa história, focando mais na discussão da legalização e não se discutindo uma política pública eficaz, de segurança pública”, diz o texto, que lembra ainda que o Brasil lidera o “ranking de mortes por armas de fogo”.

“Até quando continuaremos refém do estado? Força para todos os familiares das vítimas #MassacreEmSuzano #PosseDeArmas #TragédiaEmSuzano #342Artes”, finaliza o post.

O posicionamento do compositor baiano dividiu os internautas nas redes sociais. Muitos seguidores ficaram do lado de Caetano e defenderam que “quanto mais armas, mais morte”. “Esse presidente é um louco!”, comentou outro.

Mas houve também quem não gostasse da crítica ao presidente e cobrou o cantor de ter sido omisso em outras tragédias. “Engraçado ! A tragedia de Brumadinho aconteceu e sabe qual foi a preocupação de @caetanoveloso e @danielamercury ? O suposto carnaval proibido”.”Acho que deve se RESPEITAR A DOR DAS FAMÍLIAS E PARAR DE FAZER PALANQUE ELEITORAL NO CORPO DAS VÍTIMAS tá certo ?”, disparou o internauta.

Veja aqui:


Visualizar esta foto no Instagram.

#repost @342artes: MASSACRE EM SUZANO – Quantos mais?!| A flexibilização da posse de armas de fogo – promovida pelo governo Jair Bolsonaro – vai na contramão de medidas necessárias para evitar essas tragédias que marcam nossa história, focando mais na discussão da legalização e não se discutindo uma política pública eficaz, de segurança publica. O Brasil lidera ranking de mortes por arma de fogo no mundo – Segundo dados da Pesquisa Global de Mortalidade por Armas de Fogo (Global Mortality from firearms, 1990 – 2016). Até quando continuaremos refém do estado? Força para todos os familiares das vítimas! . #MassacreEmSuzano #PosseDeArmas #TragédiaEmSuzano #342Artes

Uma publicação compartilhada por Caetano Veloso (@caetanoveloso) em