Publicado em 10/10/2018 às 13h20.

Estrela pornô, atriz defende mudanças: ‘Enfoque no prazer da mulher’

Mila Spook, indicada como melhor diretora no Prêmio Sexy Hot, afirma que as mulheres precisam participar do "processo de criação" para "reeducar" os homens

Redação
Foto: Arquivo Pessoal/Instagram
Foto: Arquivo Pessoal/Instagram

 

Uma das estrelas atuais da indústria pornográfica nacional, a atriz Mila Spook, indicada como melhor diretora no Prêmio Sexy Hot, quer mudanças no mercado: “Os filmes têm que dar mais enfoque no prazer da mulher”, avalia.

Com parte do cabelo raspado, a outra pintada de rosa e sem “paranoia” com a depilação, Mila é uma figura irreverente no mercado tradicional pornô. Ela defende que é “necessário” que as mulheres se sintam mais representadas.

“É necessário ter mulheres comuns retratadas para que as mulheres que assistem possam se identificar e sentir que não precisam ter um determinado biotipo para serem desejadas”, afirmou.

Indicada como Melhor Diretora, além da Melhor Cena de Oral, a atriz reconhece o mercado como “machista” e que os filmes “querem apenas mostrar a penetração e mais nada”. Para ela, as mudanças devem começar a partir da inserção das mulheres na produção do conteúdo pornô, já que entraram de vez com público consumidor.

“É muito importante as mulheres participarem do processo de criação para reeducar o homem na questão do que a mulher gosta. A maioria das mulheres não sente prazer com a penetração e os homens não entendem isso. Elas gozam com o sexo oral. As produtoras estão caminhando para isso até mesmo porque pesquisas têm mostrado que as mulheres consomem nosso conteúdo”, explicou em entrevista à Revista Quem.