Publicado em 21/03/2019 às 18h40.

Hospital Albert Einstein entra com ação contra Zé de Abreu

O processo é referente a um tweet feito pelo global afirmando que hospital havia colaborado com Bolsonaro no atentado da facada

Redação
Foto: Reprodução/TV Globo
Foto: Reprodução/TV Globo

 

A Sociedade Beneficente Israelita Hospital Albert Einstein entrou com uma ação contra o ator José de Abreu.

De acordo com o colunista Ricardo Feltrin, do site ‘Uol’, a cúpula do hospital pede uma indenização do ator por danos morais após um tweet considerado difamatório.

A postagem em questão atacava o governo do Presidente Jair Bolsonaro (PSL), onde o global afirmava que o militar havia contado com a ajuda do Hospital Albert Einstein no atentado cometido por Adélio Bispo durante a campanha eleitoral.

“Teremos um governo repressor, cuja eleição foi decidida numa facada elaborada pelo Mossad, com apoio do Hospital Albert Einstein, comprovada pela vinda do PM israelense, o matador e corrupto Bibi. A união entre a igreja evangélica e o governo israelense vai dar merda”, dizia o tweet.

A cúpula do hospital acusa Zé de Abreu de difamação, ofensa e antissemitismo. A ação movida é pelo escritório Milnitzki Advogados, iniciada no Foro Regional de Santo Amaro.

PUBLICIDADE