Publicado em 19/07/2016 às 11h30.

João Miguel volta a Salvador com remontagem de Bispo

Espetáculo solo, produzido pelo Coletivo Bispo, é inspirado na vida, nas palavras e na obra do artista plástico Arthur Bispo do Rosário

Redação
Foto: Diney Araújo/Divulgação Bispo
Foto: Diney Araújo/Divulgação Bispo

 

O Teatro Vila Velha recebe a estreia nacional da nova montagem do espetáculo teatral Bispo, de 05 a 28 de agosto. Dialogando com as vertentes mais modernas do teatro contemporâneo, o espetáculo propõe uma união de várias linguagens, como uma “sinfonia brasileira”, fundindo o cenário (artes plásticas), a luz, o texto, o som (músicas e sonoridades que remetem ao inconsciente de Bispo), que são misturados em cena com as palavras de Arthur Bispo do Rosário, na voz e no corpo do ator João Miguel. As sessões acontecem às sextas e sábados, às 20h, e aos domingos, às 19h, com ingressos a preços populares – R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia). Os ingressos já estão à venda na bilheteria do teatro no site ingresso rápido.

A primeira montagem do espetáculo estreou em Salvador, em 2001, fruto de uma profunda pesquisa de João Miguel e obteve sucesso de público e de crítica e apresentações em Recife, Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, entre outras. A nova montagem tem a concepção, dramaturgia, direção e atuação do ator João Miguel e a produção do Coletivo Bispo, que reúne artistas como Rebeca Matta, figurino,  Zuarte Júnior, cenógrafo e artista plástico, e Luciano Reis, trilha sonora, e  enfoca a lógica de criação de Bispo e a materialização da obra do artista numa dimensão profunda de reconhecimento, independente das catalogações a que ele foi submetido no decorrer de anos, como esquizofrênico e como artista plástico.

Bispo – Trancafiado num quarto forte da Colônia Juliano Moreira, hospício do Rio de Janeiro, Arthur Bispo do Rosário criou ao longo de quase cinquenta anos um mundo próprio constituído de miniaturas, mantos, estandartes e uma infinidade de peças que brotaram de suas mãos e ganharam forma, dando um sentido à sucata recolhida pelos internos e funcionários do asilo psiquiátrico. Bispo trabalhava sem descanso. Desfiava os uniformes do hospício para fazer seus bordados atendendo a uma urgência compulsiva de criar grafismos de extrema originalidade. Certo de que se tratava de um desígnio da fé, Bispo atendia com zelo obsessivo às insinuações que para os médicos não passavam de delírio místico. Para ele, criar significava a própria salvação: suas obras seriam apresentadas ao Todo Poderoso no dia do Juízo Final.

A obra do artista plástico Arthur Bispo do Rosário tem hoje uma outra dimensão dentro e fora do universo das artes plásticas. Reconhecido nacional e internacionalmente, o artista e sua obra ocupam agora um espaço afirmativo.

Serviço:
O quê: Temporada de Bispo
Quando: De 05 a 28 de agosto (sextas e sábados às 20h e domingos às 19h)
Onde: Teatro Vila Velha (Av. Sete de Setembro, s/n – Passeio Público – Campo Grande)
Quanto: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia).

 

Mais notícias