Publicado em 22/03/2019 às 19h40.

Justiça manda prender idealizador do ‘Baile da Gaiola’ por associação ao tráfico

Rennan da Penha chegou a gravar canções com Nego do Borel e Ludmilla e está sendo condenado a 6 anos de prisão

Redação
Foto: Twitter/ Arquivo Pessoal
Foto: Twitter/ Arquivo Pessoal

 

A Justiça do Rio de Janeiro determinou que seja expedido um mandado de prisão contra Rennan Da Silva Santos, conhecido como DJ Rennan da Penha, idealizador do famoso ‘Baile da Gaiola’, na Zona Norte do Rio.

De acordo com o jornal ‘Extra’, o artista foi condenando em segunda instância por associação para o tráfico de drogas, após recurso do Ministério Público do Rio (MP-RJ) e terá que cumprir 6 anos e 8 meses em regime fechado.

O artista já chegou a gravar canções com Nego do Borel e Ludmilla. Em uma das edições comemorativas do ‘Baile da Gaiola’, realizada em julho do ano passado, o evento chegou a reunir 25 mil pessoas em uma festa com duração de 16 horas.

Segundo a publicação, a Polícia teria chegado ao nome de Rennan a partir de declarações de uma testemunha. “O adolescente disse que Rennan ‘é conhecido como DJ dos bandidos, sendo responsável pela organização de bailes funks proibidos nas comunidades do Comando Vermelho, para atrair maior quantidade de pessoas e aumentar as vendas”, diz o documento oficial.

Em um trecho do interrogatório de Rennan divulgado pelo jornal ‘Extra’ o DJ afirma que “não tem tempo disponível nem necessidade financeira de exercer a atividade de ‘olheiro'”, pois realiza em