Publicado em 31/10/2016 às 18h45.

#LugarLegal: conheça a loja nerd que oferece espaço para partidas de RPG

Opções incluem ainda sala gratuita com televisão e videogames, mesas e jogos de tabuleiro, para que as pessoas joguem, conversem e discutam sobre o mundo nerd

Clara Rellstab
Foto: Izis Moacyr
Foto: Izis Moacyr

 

“Sabe aquela loja que você sempre sonhou onde se vendem quadrinhos ocidentais e orientais, boardgames, cardgames, action figures, canecas, camisas e tudo mais dentro dos seus temas nerds favoritos?”, diz o texto de apresentação da loja Katapow. Localizada na Avenida Otávio Mangabeira, com vista para a praia da Pituba, a loja de cultura pop idealizada pelo empresário Gabriel Cunha, o administrador André Gerônimo e o historiador Lucas Pimenta foi inaugurada em dezembro de 2015.

“Eu tinha um site na época, o Capacitor, de noticias nerds. Sempre gostei de empreender nessa área, mas não sabia exatamente o que fazer”, disse Cunha, em entrevista ao bahia.ba. Segundo o empresário, a ideia, inicialmente, era abrir um restaurante com a temática nerd, inspirada na hamburgueria Jedi’s de São Paulo. O restaurante, no entanto, foi acionado na Justiça pela Lucasfilm, produtora da franquia, e teve de mudar de nome e decoração, por não possuir autorização do uso de imagem. “Além dessa situação, pensamos: ‘Por mais que a gente goste de comer, a gente não entende tanto de fazer comida’. Você tem que ter conhecimento daquilo. Daí veio a ideia de abrir uma loja nerd, com produtos que conhecemos bem”, explicou.

Ao examinarem o cenário geek de Salvador, chegaram à conclusão de que não havia nada do gênero. Além da loja, o espaço oferece uma sala gratuita com televisão e videogames, mesas e jogos de RPG e tabuleiro, para que as pessoas joguem, conversem e discutam sobre o mundo nerd. Questionado sobre o cenário crítico para investimentos, ele admitiu que a crise também chegou aos quadrinhos, mas que já era tarde demais para mudar de ideia: “Quando a gente começou o projeto se falava de crise em uma coisa superficial. O que levou ao impeachment e toda essa situação atual foi uma coisa bem corrida, na verdade. Mas a gente já estava com o projeto, já estava procurando local… Alugamos em agosto, reformamos e inauguramos em dezembro. Pensamos: ‘Já estamos aqui mesmo, vamos abrir'”.

Foto: Izis Moacyr
Foto: Izis Moacyr

 

“Que época para ser nerd!”, costuma dizer Érico Borgo, dono do maior site do gênero no Brasil, o Omelete. Gabriel Cunha concorda: “Ser nerd virou moda nos últimos anos, desde a popularização de ‘The Big Bang Theory’. O que não é nem bom nem ruim, modas passam. Pode ser que daqui a dez anos o nerd volte a ser o deslocado. Quando uma coisa deixa de ser escondida e passa a ser pop o mercado passa a se desenvolver. Quando você passa a ter filmes de super-heróis bem feitos, séries que falam desse tema”. Segundo ele, após o lançamento da série “Stranger Things”, da Netflix, alguns grupos já chegam ao estabelecimento com perguntas sobre os jogos de RPG que aparecem na trama.

Neste ano, o local recebeu sessões de autógrafo da quadrinista Bianca Pinheiro (entrevistada pelo bahia.ba, leia aqui) e de Glenn McMillan, o ranger amarelo do “Power Rangers: Tempestade Ninja”, lançado em 2013. De acordo com o proprietário, mais coisa boa pode vir por aí: “De ideias a gente tem um monte (risos). Vamos adequando de acordo com a receptividade do público da cidade. Temos muitos convidados em mente, o negócio é pagar a viagem, pagar cachê, essas coisas”, finaliza.

A Katapow fica na Avenida Octávio Mangabeira, 1945, Edifício Pituba Privilege, Loja 7.