Publicado em 08/03/2019 às 17h37.

Marquezine reativa Instagram e homenageia Maisa Silva: ‘Me enche de coragem’

Em meio ao dia da mulher a atriz exaltou a maturidade da apresentadora do SBT, responsável pelo seu retorno as redes sociais

Redação
Foto: Instagram/ @pumabrasil
Foto: Instagram/ @pumabrasil

 

Bruna Marquezine está de volta as redes sociais! A atriz, que desativou seu perfil no Instagram logo após o affair de Anitta com Neymar estourar na mídia, revelou em um texto compartilhado na web que a responsável pelo seu retorno havia sido a apresentadora mirim Maisa Silva.

Em meio ao Dia Internacional da Mulher, a global revelou que ainda não se sentia preparada para voltar as redes sociais, mas após uma mensagem de Maisa, resolveu retornar.  No texto, Bruna falou sobre como o feminismo transformou a vida dela e exaltou a maturidade da apresentadora.


Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por Bruna Marquezine ♡ (@brunamarquezine) em

“A gente se torna mulher, não nasce, como disse Simone de Beauvoir. E também não acorda feminista, é um processo. E é um processo sem fim, com erros, acertos, tombos, vitórias e confusões no meio do caminho. Ajuda ter ao nosso lado mulheres maravilhosas, que nos ensinam quando erramos e celebram nossas conquistas, porque para nos julgar nunca faltou gente nesse mundo patriarcal. 

Acho que por isso ver a militância extremamente consistente e coerente de uma menina de 16 anos que já consegue compreender tão bem a importância e o conceito de feminismo me emociona tanto, me faz querer lutar, me dá força e me enche de coragem”.

“Hoje é dia de lembrar que o Brasil ocupa o 5º lugar no ranking mundial de feminicídio. Não queremos flores, queremos que parem de nos matar, que nos respeitem, queremos o fim da cultura do estupro, e acabar com ela é papel também dos homens. Não nos deseje um feliz dia ou um raso parabéns, diga ao seu amigo que a piada machista dele não tem graça, que não é correto compartilhar aquele vídeo na tentativa de rebaixar uma mulher por ser dona do seu desejo, nem rotula-la pela roupa que veste, pelo modo que fala ou pela maneira que se comporta. E ainda quando possível lute com ela pela equiparação de seus salários se estiverem exercendo a mesma função. Troque os textões por empatia e respeito diário!

Mas além de tudo isso aproveitemos hoje, mulheres, para aplaudir aquelas que na história tanto fizeram por nós, nos permitindo estar aqui hoje usufruindo dos nossos direitos e lutando por mais. Para essas sim deixemos os parabéns e toda nossa gratidão. Nunca serão esquecidas! E aplaudo também aquelas que são exemplos lindos hoje e continuam resistindo e caminhando em direção a evolução. Como a Maisa”

A artista ainda fez um alerta para o alto índice de feminicídio e pediu para que a luta não fosse resumida apenas ao dia 8 de março.

Por fim, a bela citou nomes de mulheres que a inspiravam, entre elas aria Casadevall, Sophie Charlotte, Iza, Priscila Alcântara, Fernanda Nobre, Marina Moschen, Preta Gil, Giovanna Ewbank e Fernanda Lima.