Publicado em 11/06/2018 às 08h35.

‘Vai tomar no c*, Bolsonaro!’, diz Marcelo D2 em show

Em espetáculo de homenagem ao Planet Hemp no João Rock 2018, o músico subiu ao palco com o parceiro BNegão, que também disparou contra o deputado carioca

Luiz Felipe Fernandez
Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter

 

Em homenagem à antológica banda Planet Hemp, o músico Marcelo D2 subiu ao palco do João Rock 2018, que aconteceu em Ribeirão Preto, São Paulo, neste domingo (10), para mandar um recado ao pré-candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), considerado de extrema direita.

“Vá tomar no c*, Bolsonaro! Não é possível que alguém vote”, disse D2 sobre o deputado carioca do PSL, que lidera as pesquisas de intenção de voto em um cenário sem o ex-presidente Lula.

Mesmo marcado por composições sobre a maconha e sua legalização, não só de letras “esfumaçadas” foi construída a carreira de D2. Em muitas músicas da banda e em seu próprio trabalho solo, não faltaram críticas severas aos políticos brasileiros, como a ‘Carta ao Presidente’, ‘enviada’ em 2006.

“Não tem dinheiro pra educação, segurança
Saúde então, nem se fala
Enquanto isso neguinho tá carregando dinheiro na mala”

Seu parceiro BNegão, que escreveu ‘Dança do Patinho’ em 2003, muito antes dos bonecos de borracha da Fiesp, também disparou contra Bolsonaro, e desejou “boa sorte” ao País antes de encerrar o show.

“Quem quer que o País ande para frente não vote Bolsonaro. Chega de tortura, homofobia, racismo, esquadrão da morte. Precisamos avançar, não recuar”, concluiu.

Assista: