Publicado em 05/12/2018 às 14h13.

Bellintani acredita em permanência de Gilberto no Bahia

Os torcedores esperam que parte do dinheiro da venda de Zé Rafael seja aplicado para a renovação do contrato do atacante

Redação
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

 

Com o fim do Campeonato Brasileiro o Bahia vive um momento de idas e vindas, dando adeus a jogadores e focando na contratação de novos atletas para a temporada de 2019.

Em entrevista ao ‘GloboEsporte.com’, o presidente do clube Guilherme Belintani, revelou que acredita na permanência de Gilberto no Tricolor.

“Falta conversa. A temporada acabou agora. Acabou no domingo, a gente hoje está na semana seguinte a temporada, está dentro do tempo necessário para conversas, entender questões financeiras, prazos de contrato, prioridade do jogador, desejo de permanecer ou não no Bahia. São caminhos que tendem a ser construídos. A gente tem uma tendência positiva, apesar de ter muitos desafios a serem superados”.

Com a venda de Zé Rafael para o Palmeiras o Bahia, a maior transação da história do clube, os torcedores esperam que parte deste dinheiro seja aplicado para a renovação do contrato de Gilberto.

Prestes a completar um ano à frente do Bahia, Bellintani fez um balanço da temporada e revelou que o Esquadrão conseguiu se estabilizar e avançar bastante fora de campo, além das boas colocações na Sul-Americana (6º), Copa do Brasil (6º) e no Brasileirão (11º), considerada uma das melhores campanhas do Tricolor nos últimos 15 anos.

“Ano que o Bahia avançou muito fora de campo, seguiu em uma linha de avanço com responsabilidade administrativa e financeira, conseguindo se sobressair em um momento em que o futebol brasileiro está em uma crise econômica muito profunda. Com vários clubes atrasando salários, uma falta de planejamento que virou regra no futebol brasileiro. No Brasileiro, a gente pontua um pouco mais na frente, na 11ª colocação, em relação ao ano passado. E esse conjunto a gente pode avaliar que uma das melhores campanhas do Bahia nos últimos 15 ou 20 anos. Balanço muito positivo, o que não quer dizer que a gente não tenha problemas, que não tenha umas crises para administrar e avanços grandes para galgar, conquistar ainda em 2019 e nos anos seguintes”.