Publicado em 13/08/2018 às 15h50.

Crise dentro e fora de campo coloca Ricardo David em xeque

Presidente rubro-negro tem sido contestado por conselheiros e torcedores por conta de gestão interna e da péssima campanha da equipe em 2018

Fernando Valverde
Foto: Maurícia da Matta/ EC Vitória
Foto: Maurícia da Matta/ EC Vitória

 

Quem achou que 2018 seria no clima de “ano novo, vida nova” na Toca do Leão, acabou se enganando. Em um estado de pérpetua crise, com desdobramentos que apontam para a trágica gestão de Ivã de Almeida em 2017, o rubro-negro vive um novo colapso interno. Eleito com a esperança de reconstruir os escombros deixados por seu antecessor, Ricardo David tem seguido os passos de Ivã e sua permanência no cargo é cada vez mais incerta.

Com conselheiros posicionando-se contra e até mesmo deixando o clube por conta de sua gestão, Ricardo tem vivenciado a presão vinda das arquibancadas por conta dos péssimos resultados da equipe na Série A e da eliminação em todas as competições que disputou no ano.

Na manhã desta segunda-feira (13), quem esteve no estádio Manoel Barradas encontrou muros pichados pedindo pela renúncia imediata do presidente. Grupos de torcedores se organizam nas redes sociais e manifestações já estão marcadas para ocorrer durante a semana.

Como se não bastasse, a definicão de um novo treinador, estipulada por David para o último domingo (12), sequer foi comentada após a goleada sofrida por 4 a 0 para o Grêmio e preocupa o torcedor. Se o plano A passava por um bom resultado contra a equipe gaúcha, para a efetivação do interino João Burse, um balde de água fria caiu sobre a direção.

Enquanto isso, o Vitória vai capengando na Série A, em clara decadência nos últimos jogos. Nem o pacotão de reforços, 9 jogadores apresentados durante a pausa para a copa, tem surtido efeito na classificação, já que o rubro-negro encontra-se pior do que estava na pausa para o torneio.

Com 19 pontos, o rubro-negro ocupa a 17ª colocação com apenas um ponto de frente para a zona de rebaixamento. A chance de recuperação passa pelo jogo contra o Palmeiras no próximo domingo (19) no Barradão mas o mistério permanece: Quem será o técnico do Vitória até lá?