Publicado em 12/10/2017 às 20h13.

Mancini lamenta: ‘Barradão não pode ser adversário’

Rubro-negro volta a ser derrotado dentro de casa e se complica no Brasileirão

Fernando Valverde
Foto: Mauricia da Matta / EC Vitória
Foto: Mauricia da Matta / EC Vitória

 

Em entrevista coletiva após a derrota por 2 a 1 para o Sport no Barradão, o técnico Vagner Mancini lamentou o novo revés dentro de casa e alertou pra necessidade do time de voltar a pontuar como mandante.

“O Vitória tem uma campanha somente com duas vitórias em casa, o que é muito pouco. Uma vitória foi após a minha chegada. Realmente nos incomoda porque estamos deixando de somar pontos. Hoje enfrentamos uma equipe que jogou bem, merecia o resultado, em alguns momentos foi melhor que o Vitória. Nós vamos ter que trabalhar mais, diariamente, para que o Barradão não seja mais o adversário, e a gente possa reverter isso”, afirmou.

A postura reativa e de contra-ataque, que tanto vem dando certo nos jogos fora de casa, não encaixou hoje e dificultou bastante a vida do rubro-negro.

“Nós até fizemos isso no primeiro tempo. O Sport, até os 25 minutos, jogou no nosso campo. Tivemos o contra-ataque. Tivemos a saída, mas não fomos felizes para fazer o gol. E aí você toma o gol no final do primeiro tempo e volta para o segundo para empatar. Sei que o Vitória é forte nesse sentido, que sai rápido no contra-ataque. Quanto mais conseguir encaixar esse jogo, melhor. Dentro do jogo, às vezes não consegue”, avaliou.

Na 12ª colocação e com 32 pontos, apenas 1 ponto à frente da zona de rebaixamento, esta edição da Série A é vista pelo treinador como a mais difícil dos últimos anos e todo cuidado é preciso para evitar a queda da equipe.

“Quando começa o campeonato, nós temos a mania de dizer que têm dez times para ser campeões e outros oito brigando lá em baixo. Nesse ano não, tem uns 12 ali. A cada rodada há mudança, panorama se altera. Esse ano é um dos mais disputados. Isso não quer dizer que o futebol está sendo jogado   pelo baixo nível. Se você montar uma equipe que corra, tenha disposição tática, é difícil”, finalizou.

PUBLICIDADE