Publicado em 18/01/2019 às 07h48.

Mota: ‘Só posso ser candidato a presidente do Vitória quando sair da Semob’

Secretário voltou a criticar gestão de Ricardo David: "Passa por uma das maiores crises de sua história"

Matheus Morais
Foto: Inacio Teixeira/ Secom
Foto: Inacio Teixeira/ Secom

 

Um dos mais ferrenhos opositores do atual presidente do Vitória, Ricardo David, o secretário de Mobilidade de Salvador, Fábio Mota, voltou a criticar a situação do clube, que caiu para a Série B do Campeonato Brasileiro no ano passado e passa por grave crise financeira.

Em conversa com o bahia.ba, Mota reafirmou que pretende disputar a presidência do clube, mas que só pode se dedicar ao projeto quando se desvincular da prefeitura de Salvador.

“A imagem do Vitória está degradada. O clube perdeu patrocínios, além de ter perdido recursos. O Vitória está tendo seu patrimônio em risco. Já tem jogadores entrando na Justiça, pedindo o passe, e aí nós estamos falando do patrimônio, o clube pode passar a perder seu patrimônio. É uma situação muito delicada, o Vitória passa por uma das maiores crises de sua história”, ressaltou.