Publicado em 12/10/2017 às 22h57.

Na estreia de Carpegiani, Bahia empata fora de casa com Palmeiras

Com o resultado, o Tricolor assumiu a 14ª posição na tabela do Campeonato Brasileiro, com 32 pontos

Mateus Soares
Foto: Divulgação/Palmeiras
Foto: Divulgação/Palmeiras

 

O Esporte Clube Bahia conseguiu arrancar mais um ponto importante no Campeonato Brasileiro ao empatar em 2 a 2 com o Palmeiras, em partida realizada na noite desta quinta-feira (12), no Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

O duelo foi marcado pela estreia do técnico Paulo César Carpegiani no comando do time. Com o resultado obtido fora de casa, o Tricolor assumiu a 14ª posição na tabela do torneio, com 32 pontos.

Primeiro tempo – Para o azar dos visitantes, os donos da casa abriram o placar logo na primeira chegada do time ao ataque. Aos 2 minutos, após bobeira do volante Renê Júnior, o atacante Dudu roubou a bola, tocou para Bruno Henrique, que enfiou para Deyverson na linha de fundo. O atacante cruzou na área e Willian chegou de carrinho para colocar no fundo das redes: 1 a 0 para o Palmeiras.

Aos 17, uma jogada ensaiada do Verdão assustou o Tricolor. O lateral Egídio tocou para Moisés na entrada da área e o meia passou para Willian na sequência. O atacante chutou para fora. Um minuto depois, o Esquadrão protagonizou o seu primeiro lance ofensivo com perigo. O volante Renê Júnior avançou pela esquerda, tocou para Mendoza dentro da área, que chutou forte. O goleiro Fernando Prass estava esperto e fez uma belíssima defesa.

Aos 22 minutos, o colombiano Mendoza cruzou a bola na área, que passou por todo mundo até chegar em Vinícius. O meia dominou e chutou forte para nova defesa de Prass. Aos 35, boa troca de passes do Bahia. O lateral Eduardo cortou a marcação e tocou para Renê Júnior. Em seguida, o volante rolou para Zé Rafael, que tentou chutar, mas foi travado. O goleirão alviverde ficou com a posse.

Aos 38 minutos, o Palmeiras fez o seu segundo gol no jogo. O volante Bruno Henrique tocou para Deyverson na lateral, que inverteu para Tchê Tchê. O lateral escorou de peito para Willian, mas o atacante furou a finalização. Para a felicidade da torcida, Bruno Henrique estava atento no lance e ampliou o placar.

Nos acréscimos, o Tricolor conseguiu diminuir o marcador após uma cobrança de escanteio. O volante Renê cruzou na cabeça de Edigar Junio, que marcou o seu no fim da primeira etapa.

Foto: Divulgação/Palmeiras
Foto: Divulgação/Palmeiras

 

Segundo tempo – O técnico Paulo César Carpegiani preferiu não mexer no time durante o intervalo. Logo no recomeço do confronto, Renê Júnior recebeu passe e experimentou de longe. A bola passou por cima do gol.

Aos 5, o meia Zé Rafael fez boa jogada, passou por dois e chutou na entrada da área. Mais uma vez, Prass fez boa defesa. Aos 22 minutos, por pouco os anfitriões não ampliaram o placar após uma cobrança de falta. O lateral Egídio cruzou fechado e o zagueiro Juninho chegou de carrinho para empurrar, mas não alcançou a bola.

Aos 23, mais um lance ofensivo do Palmeiras. Willian tocou para Dudu por trás da zaga, o atacante tirou de Jean e tentou fazer de calcanhar. No entanto, o goleiro do Bahia já estava em cima para fazer a defesa. Passados dois minutos, Carpegiani resolveu fazer a sua primeira substituição na partida. Apagado, o meia Vinícius saiu para a entrada do atacante Rodrigão.

Aos 31 minutos, grande oportunidade do Bahia. Edigar Junio ganhou na corrida de Juninho e bateu rasteiro no gol de Prass. O experiente goleiro fez a defesa em dois tempos. Em seguida, nova mudança no lado azul, vermelho e branco. O meia Régis entrou no lugar de Zé Rafael.

Aos 36 minutos, milagre de Prass. Eduardo recebeu na lateral, fez o cruzamento, mas Tchê Tchê afastou. Na sobra, o volante Juninho chutou forte, mas o goleirão do Palmeiras pulou no canto certo para evitar o empate.

Aos 41 minutos, pênalti para o Bahia. Mendoza foi lançado na área e sofreu falta de Róger Guedes, que vinha na marcação. O atacante Edigar Junio cobrou no cantinho e deixou tudo igual no Pacaembu. Sem tempo para mais nada, o juiz encerrou a partida.

Sequência – Agora, o próximo compromisso do Esquadrão no Brasileiro será dentro de casa, porém diante do Corinthians, líder da competição, com 58 pontos na bagagem. As equipes se enfrentam no domingo (15), às 19h, na Arena Fonte Nova.