Publicado em 06/02/2018 às 10h00.

Vitória esclarece voto contrário à implementação do árbitro de vídeo

O presidente Ricardo David demostrou ser favorável a nova medida, mas não concordou com os custos financeiros que seriam gerados

Redação
Foto: Maurícia da Matta/EC Vitória
Foto: Maurícia da Matta/EC Vitória

 

Após o voto contrário a implementação do árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro deste ano, o Esporte Clube Vitória esclareceu o motivo da escolha.

O recém-eleito presidente rubro-negro, Ricardo David, demostrou, por meio de nota divulgada nesta segunda-feira (5), ser favorável a nova medida, mas não concordou com os custos financeiros que seriam gerados.

“O clube se mostrou absolutamente favorável à implementação do VAR (Video Assistant Referee) no Campeonato Brasileiro da Série A já em 2018, medida esta que traria ainda mais transparência e modernidade à competição. No entanto, posicionou-se contra a possibilidade de assumir o custo anual de aproximadamente R$ 1 milhão para a implementação dessa estrutura, que comprometeria o seu atual planejamento financeiro, principalmente no Departamento de Futebol Profissional”, justificou David.