Publicado em 10/10/2016 às 09h29.

Caetano Veloso, de Tóquio, se emociona com teaser do Axé

No filme, o artista baiano se diz orgulhoso de ter popularizado a expressão "trio elétrico" em todo o país

James Martins
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

O cantor Caetano Veloso, que fez show em Tóquio neste domingo (9), no Montreux Jazz Festival Japan, ao lado de Teresa Cristina, assistiu na terra do sol nascente ao teaser do filme “Axé – Canto do Povo de Um Lugar” e foi bem tocado pelo que viu. “Fiquei emocionado”, disse. E completou: “Estou em Tóquio, é uma e meia da manhã. Fiz show. Cantei Bahia Minha Preta. Por tudo isso fiquei mesmo muito emocionado”.

A música “Bahia Minha Preta”, do próprio Caetano, foi gravada por Gal Costa no disco “O Sorriso do Gato de Alice” (1993) e diz, entre outras coisas: “Comprar o equipamento e saber usar / Vender o talento e saber cobrar, lucrar (…)”, em referência à expansão do mercado promovida pela Axé Music.

Segundo Caetano, a canção surgiu após uma discussão com Waly Salomão, que teria se referido ao movimento como “aquela música vulgar da Bahia”. O poeta de Jequié criticara também o uso, a seu ver indevido, da palavra “Axé”, que significa força, mas também pode significar mistério, o escondido etc. Por isso, outro trecho da letra da canção diz “Ê ô! Bahia, fonte mítica, encantada / Ê ô! Expande o teu axé, não esconde nada”.

No filme, Caetano aparece comentando vários aspectos e ocorrências do carnaval de Salvador e especialmente da Axé Music. E se diz muito orgulhoso de ter tornado a expressão “trio elétrico” conhecida em todo o país através da música “Atrás do Trio Elétrico”, de 1969. O título do filme – “Canto do Povo de Um Lugar”, foi retirado de outra canção do compositor.

De Tóquio, ele segue para os Estados Unidos, onde fará uma sequência de quatros shows entre Nova York e Chicago.

Mais notícias