Publicado em 02/11/2016 às 14h20.

Prefeitura confirma que pré-Carnaval de Salvador 2017 ‘será ampliado’

Evento que antecede folia deve repetir atrações; BaianaSystem e Alanvontê estão praticamente fechados

João Brandão
Foto: Max Haack/Ag Haack / Divulgação
Foto: Max Haack/Ag Haack / Agecom

 

O pré-Carnaval de Salvador de 2017 será iniciado novamente no final de semana que antecede a folia momesca. Programada para começar em 23 de fevereiro, a festa terá um “esquente” no dia 18 com o Fuzuê, no sábado, e no dia seguinte o primeiro momento do Furdunço, ambos no circuito Orlando Tapajós ( sentido inverso do Barra-Ondina). A diferença de 2016 para o ano que vem, segundo o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington, será a ampliação do evento.

Fuzuê – Se este ano dez bandas de sopro participaram do desfile do Fuzuê – que começa em Ondina, próximo ao Clube Espanhol, e termina no Largo do Farol da Barra –, em 2017 o número vai aumentar. “Já recebemos mais de 20 projetos. A expectativa é de que até a última hora cheguem muito mais”, avaliou Edington, em conversa com bahia.ba, ao lembrar aos interessados que o encerramento das inscrições será na próxima quinta-feira (3).

furdunço (Foto: Max Haack Agencia Haack)
(Foto: Max Haack /Agencia Haack / Divulgação)

 

Furdunço – Já para a primeira parte do Furdunço, Isaac prometeu mais animação. “Tem algumas entidades que a gente faz questão, como o Alavontê. Estamos dialogando com alguns artistas. Estamos bastante avançados com a Baiana System, não posso negar. Gostaríamos de tê-los novamente”, confidenciou. Na última edição, a festa contou com mais de 30 atrações musicais.

O segundo momento acontece, novamente, no Campo Grande, na sexta de Carnaval. “Um dos momentos em que o circuito é mais cheio. A gente movimentou muito por conta de levar o Furdunço para lá”, afirmou.

Coisa séria – A ideia de ampliar o pré-Carnaval, segundo a Saltur, é para atrair os turistas a movimentar economicamente a capital antes da folia principal.

“Recentemente, jornalistas internacionais estiveram aqui. A gente trouxe um grupo para apresentar a cidade e disse ‘festa aqui é coisa séria para gente’. Um já disse: ‘Achei minha retranca para matéria’. Como vocês falam, né? Retranca [tema da reportagem]”, relembrou Edington.

Ele prometeu não extrapolar o orçamento da prefeitura com a ampliação da curtição. “Queremos manter isso [orçamento de 2016] dentro do limite da razoabilidade, com apoio de patrocinadores”, finalizou.

Mais notícias