Publicado em 16/11/2016 às 18h29.

Wagner absorve Serin, Josias cai e Torres fica ‘de férias 30 dias’

Aliados do governador dizem que anúncio “está na boca de sair”; livre da "quarentena", tendência é de que ex-ministro assuma pasta criada exclusivamente para ele

Evilasio Junior
Foto: Camila Souza/ GOVBA
Foto: Camila Souza/ GOVBA

 

O governador Rui Costa (PT) vai confirmar nos próximos dias para qual pasta irá o seu antecessor e correligionário Jaques Wagner, cuja quarentena da Presidência da República vence este mês. O ingresso do seu padrinho político na gestão já foi cravado pelo próprio dono da caneta.

Há expectativa de que o destino do ex-ministro seja revelado em evento na manhã desta quinta-feira (17) em Lauro de Freitas, quando o chefe do Executivo fará vistoria às obras da Via Metropolitana, que ligará a rodovia CIA-Aeroporto à Estrada do Coco.

Informações obtidas pelo bahia.ba com fontes do Palácio de Ondina confirmam que o ex-ministro de Dilma Rousseff será alocado em uma pasta híbrida, que irá absorver, por exemplo, as funções da atual Secretaria de Relações Institucionais.

Embora auxiliares do governador refutem a tese de supersecretaria, a tendência é de que Wagner comande uma nova pasta criada exclusivamente para ele, que o possibilite se movimentar na articulação política. Ele já tinha sido especulado em cargos como Casa Civil, Desenvolvimento Econômico e Agenda Territorial da Bahia.

“Poderá ser um mix de cada uma, além da área internacional. Mas Relações Institucionais, com certeza. Está na boca de sair”, confidenciou um aliado muito próximo a Rui.

Não há prazo, no entanto, para o anúncio da aguardada minirreforma do governo, que pretende enxugar a máquina, por meio da fusão de pastas e extinção de cargos, além de possíveis trocas de secretários.

Por enquanto, a única queda dada como certa é a do titular da Serin, Josias Gomes (PT), deputado federal licenciado, que irá reassumir a cadeira na Câmara. Com o retorno do petista ao Congresso, Fernando Torres (PSD), volta para a suplência, mas não está preocupado.

“Ninguém falou nada ainda comigo. Nem Rui nem Josias. Se isso acontecer, vou ficar de férias 30 dias. Em janeiro eu volto no lugar de Moema”, brincou o parlamentar, em relação ao fato de que a deputada vai reassumir a Prefeitura de Lauro de Freitas em 1º de janeiro.

Procurado pela reportagem, Josias não atendeu às chamadas telefônicas, embora a sua secretária particular tenha retornado aos contatos.

Mais notícias