Publicado em 18/09/2017 às 10h20.

Após ofensa a Gamil, OAB pede explicação ao UOL

Apesar da defesa, o presidente da entidade na Bahia, Luiz Viana, aproveitou para cutucar Föppel

Alexandre Galvão
 Foto: Angelino de Jesus/ OAB-BA
Foto: Angelino de Jesus/ OAB-BA

 

A Ordem dos Advogados do Brasil, seção Bahia (OAB-BA) enviou ao UOL um ofício em que questiona se, de fato, a coluna de José Simão citava e ofendia o advogado baiano Gamil Föppel – defensor do ex-ministro Geddel Vieira Lima.

Recentemente, passou a circular nas redes uma suposta publicação do jornalista em que ele questiona a sexualidade do advogado.

“Oficie-se ao UOL, que hospeda o blog do jornalista para que informe se a coluna foi, de fato, divulgada bem como, oficie-se ao Bel. Gamil Föppel, para que tome conhecimento do presente e aduza o que achar conveniente, ambos com prazo de 15 dias”, diz o documento assinado pelo presidente da Comissão de Prerrogativas, Adriano Batista.

A assessoria da Ordem encaminhou ao bahia.ba o posicionamento do presidente da entidade no estado, Luiz Viana. “Em nossa gestão vamos defender as prerrogativas de todos, sem exceção, até mesmo dos que nos criticam injustamente e lançam campanha política fora de época. Eu verdadeiramente acredito que a OAB é de toda advocacia”, disse, ao cutucar Föppel, que almeja o posto.