Publicado em 10/08/2018 às 14h00.

Após STF, MPF aprova aumento para procuradores

Quantia relativa ao aumento dos salários será de R$ 101 milhões, equivalente a 2,8% das despesas totais da instituição

Redação
MPF (Foto: Divulgação)
MPF (Foto: Divulgação)

 

Com base no aumento já aprovado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o Conselho Superior do Ministério Público Federal (MPF) aprovou, nesta sexta-feira (10), uma proposta de orçamento da instituição, que inclui reajuste de 16,38% nos salários dos procuradores da República. A quantia relativa ao aumento dos salários será de R$ 101 milhões, equivalente a 2,8% das despesas totais da instituição.

A possibilidade de reajuste ainda devem ser apreciada pelo Congresso, responsável por votar o Orçamento da União para o ano seguinte.

Conforme a proposta do MPF, o orçamento total do órgão será de R$ 4,067 bilhões, reajustado levando em conta a inflação, de 4,39%. Para garantir o aumento, a procuradoria pretende usar recursos destinados a obras, diárias de viagens, passagens aéreas e outras despesas de custeio.

Na quarta-feira (8), o Supremo havia decidido incluir no orçamento de 2019 a previsão de reajuste salarial também de 16,38% para a Corte. O salário dos ministros do STF, atualmente em R$ 33,7 mil, é o teto do salário do servidor público e serve como base para os salários de todos os magistrados do País.

Mais notícias