Publicado em 24/09/2018 às 17h08.

CNJ vai investigar compra de kits de clareamento por Justiça baiana

Tribunal estadual gastaria cerca de R$ 40 mil com o procedimento estético para servidores e magistrados

Redação
Foto: TJ-BA/ Nei Pinto
Foto: TJ-BA/ Nei Pinto

O corregedor Nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, determinou a instauração de um pedido de providências, a fim de apurar a aquisição de kits de clareamento dentários para magistrados e servidores do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

A informação foi divulgada pela assessoria de imprensa do CNJ na sexta-feira (21). O corregedor também indicou ao TJ-BA que suspenda os atos relacionados à aquisição dos kits de clareamento dentário.

O tribunal estadual gastaria cerca de R$ 40 mil com o procedimento estético. O total da licitação, que inclui outros itens de higiene bucal, foi de R$ 241 mil.

O CNJ enviou ofício ao presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Gesivaldo Britto, para prestar, em um prazo de 10 dias, informações acerca do caso, que deverão ser acompanhadas das cópias de procedimento administrativo pertinente.