Publicado em 07/08/2018 às 19h20.

Defesa de Lula pede que liberdade seja julgada pela Segunda Turma

Defesa cita casos de outros réus da Lava Jato que tiveram processos julgados pelos ministros do colegiado

Redação
Foto: Miguel Schincariol / AFP
Foto: Miguel Schincariol / AFP

 

A defesa de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) manifestou interesse de que o pedido de liberdade do ex-presidente apresentado ao Supremo Tribunal Federal seja julgado na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF).

A defesa sustenta que o “juiz natural” do caso é a Segunda Turma e cita casos de outros réus da Lava Jato que tiveram processos julgados pelos ministros do colegiado.

Ainda segundo a defesa, o julgamento na turma seria medida de isonomia em relação a outros acusados, já que o regimento estipula hipóteses específicas para julgamento em plenário e Lula não se enquadraria nessas hipóteses.

 

Mais notícias